Na Trave: Em reunião na CBF clubes aprovam mudanças

Na Trave

A última sexta feira, (22), foi marcada por uma reunião na CBF, entre os clubes da série A do Campeonato Brasileiro de 2019. O encontro, foi para discutir alguns assuntos, foram eles: VAR, Supercopa do Brasil, limite de troca de técnicos e limite de atletas inscritos por equipe.

A maioria dos dirigentes, não concordaram com o limite de troca de técnicos, portanto, para este ano a regra ainda não existirá. Os argumentos dos cartolas, foram de que a limitação de troca técnicos é muito restritiva e faltou definir melhor qual o critério seria levado em conta. Essa, não foi a primeira vez que a CBF tentou implantar está regra e mais uma vez os clubes não aceitaram.

Negado pelos clubes no ano passado, desta vez o VAR foi aprovado de forma unânime. Em 2018, a CBF tentou jogar a conta do árbitro de vídeo para os clubes, por isso houve rejeição. Mas para 2019, a entidade resolveu bancar a maior parte dos custos e com a aprovação dos clubes, o VAR está confirmado nas 38 rodadas do campeonato.

A entidade arcará com R$12 milhões, enquanto cada clube pagará o valor de R$348 mil, somando as 20 equipes da um total de R$6,9 milhões. A empresa responsável pelo árbitro de vídeo, será a Hwak-Eye, que atuou na Copa do Mundo.

O VAR, ajuda muito o árbitro da partida, mas mesmo assim erros continuam acontecendo. Copa do Mundo e Libertadores, são campeonatos que já utilizam do VAR, mas erros grosseiros não pararam de acontecer. Exemplo disto, foi a expulsão, do zagueiro Dedé, do Cruzeiro, na partida de ida das quartas de final, da última Libertadores, contra o Boca Juniors, em La Bombonera. Erros como este, fazem com que duvidas sejam levantadas, quanto a capacidade dos árbitros e divide opiniões sobre o VAR.

Também foi definido, que os clubes poderão inscrever 45 jogadores no Campeonato Brasileiro, sendo que cinco podem ser trocados e atletas do sub-20 não entram nessa conta. A data limite para inscrição dos 45 atletas, é 30 de agosto e as cinco trocas podem ser feitas até o fim da competição.

Outra definição, que teve na reunião, foi a volta da Supercopa do Brasil. O torneio, colocará frente a frente, o campeão Brasileiro e o campeão da Copa do Brasil, do último ano. Será disputado, em partida única e campo neutro, sempre no começo do ano e entrará em vigor apenas em 2020. O campeonato, já foi disputado duas vezes, em 90 o Grêmio ficou com a taça e em 91 o Corinthians se sagrou campeão.

Texto de Vinícius Souza
Estudante de Jornalismo
Colunista do Site
Facebook: https://www.facebook.com/vinicius.souzadalessandro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: