image

Dois dias depois da finalíssima do Estadual, a Federação Mineira de Futebol (FMF) optou pela demissão de Giulliano Bozzano, chefe de arbitragem da entidade desde 2014. A informação foi divulgada inicialmente pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo Superesportes com o próprio profissional, que não se mostrou surpreso com a decisão do presidente Adriano Aro.

“Fui chamado para uma conversa com o presidente e me informaram sobre a reformulação que decidiram fazer. Tudo tem início e fim. A Federação optou por realmente fazer essa oxigenação. Foi uma conversa franca, tranquila. O respeito e carinho que tenho pela Federação é enorme. É um lugar muito bom de se trabalhar. É um ciclo que termina e de repente pode chegar alguém que pode agregar mais”, disse à reportagem.

Em comunicado oficial, publicado nas redes sociais, a FMF informou que o atual diretor de competições, Leonardo Barbosa, assumirá a presidência da Comissão de Arbitragem de forma interina. Não há detalhes sobre quando a entidade pretende anunciar novo profissional para o cargo.

Bozzano foi demitido pela Federação Mineira depois de uma série de críticas do Atlético ao VAR. Nos dois jogos da decisão do Estadual, o diretor de futebol do clube alvinegro, Rui Costa, disparou publicamente contra a forma como o árbitro de vídeo foi utilizado.

O ex-chefe de arbitragem da FMF também se envolveu em polêmica com Mano Menezes. Em 10 de março, o treinador discutiu com Bozzano no intervalo do jogo entre Cruzeiro e Tombense, na fase de classificação do Campeonato Mineiro. Na ocasião, o comandante celeste se queixou do gol de Marquinhos Gabriel anulado pelo assistente número dois, Marcus Vinícius Gomes, aos 44min do primeiro tempo.

“São coisas normais no futebol. O futebol é apaixonante, exige garra, disposição. Eles agiram de forma aguerrida para proteger seus clubes, suas instituições, e eu da mesma forma. Não levo tristeza alguma de Minas Gerais, não há problema. Acho que tudo foi no respeito, tudo bastante ponderado, feito de forma educada. Nunca me senti desrespeitado”, complementou o ex-árbitro.

Giulliano Bozzano assumiu a presidência da Comissão de Arbitragem da FMF em outubro de 2014 e, à época, substituiu José Eugênio. Ex-árbitro do quadro das federações de Santa Catarina e Distrito Federal, ele parou de apitar em 2010. Antes de assumir o cargo em Minas, Bozzano era assessor jurídico da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf).

Com reportagem do site Super Esportes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s